Geografia e inclusão: o trabalho de campo como aliado ao ensino/aprendizagem das pessoas cegas e com baixa visão

Dulce Pereira dos Santos, Fredson dos Reis Nunes

Resumo

Tendo em vista a necessidade de se repensar a inclusão escolar de pessoas com deficiências frente às demandas do mundo contemporâneo, a intensa mobilidade de pessoas, a escolaridade obrigatória e a consequente diversificação do corpo discente, o presente trabalho tem como objetivo desenvolver e apresentar uma importante contribuição metodológica para o ensino da Geografia que é o trabalho de campo em um ambiente espeliográfico com deficientes visuais, tendo como propósito incentivar a mudança de atitudes em relação ao tratamento dos alunos com necessidades educativas especiais (NEE’s). O trabalho utiliza o estudo de caso como estratégia de pesquisa com um grupo de alunos cegos e com pessoas que têm vivência e experiência com o enfoque temático, além de análises bibliográficas e documentais e a técnica de observação direta. Os resultados encontrados confirmam que o trabalho de campo configura-se como uma importante metodologia, capaz de otimizar o desenvolvimento pessoal, social e educativo, enriquecendo assim o processo de ensino e aprendizagem na educação inclusiva.

Palavras-chave

Educação inclusiva. Geografia. Trabalho de campo. Deficientes visuais

Texto completo:

Visualizar PDF

Referências

CAIADO, Kátia Regina Moreno. Aluno deficiente visual na escola: lembranças e depoimentos. .Campinas (SP): Autores Associados: PUC, 2003.

FERNANDES, Antônio. A “Utopia” da Educação Inclusiva e a Formação dos (as) Professores (as) de Geografia. Universidade Federal de Uberlândia. Uberlândia, 2005.

IBGE. Censo Demográfico 2010: características gerais da população, religião e pessoas com deficiência. Rio de Janeiro, 2010.

SILVA, E. M. MELO, A. A. Estudo preliminar sobre trabalhos de campo na perspectiva da educação inclusiva: um desafio para os futuros professores de Geografia. Caminhos de Geografia, v. 9, n. 25, 2008.

Facebook

Visualizações do PDF:

74 views


Visualizações do Resumo:

172 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.