A questão agrária no território rural do Bolsão/MS: Algumas aproximações

Danilo Souza Melo, Mariele de Oliveira Silva

Resumo

Caracterizado por estrutura fundiária altamente concentrada, resultante do processo de apropriação das terras por grandes fazendeiros, o Território Rural do Bolsão/MS, a partir do ano de 2006, presencia nova reconcentração fundiária, por meio da expansão territorial do complexo eucalipto-celulose. Circunstância que tem ocasionado visíveis transformações territoriais, especialmente nas áreas circunvizinhas às empresas localizadas próximos aos projetos de reforma agrária. Nessa perspectiva, objetivamos com esta pesquisa: abordar a territorialização do complexo eucalipto-celulose e as estratégias de (re)criação camponesa nos projetos de assentamento da Reforma Agrária, com o intuito de apreender algumas aproximações a respeito da atual questão agrária no Território. Como metodologia de análise, recorremos à: revisão bibliográfica de obras que tratam da questão agrária; como procedimento de coleta de dados: ao trabalho de campo e uso de fontes orais; e como técnica de pesquisa: optamos pela aplicação de entrevistas aleatórias. Ressaltamos, que o complexo eucalipto-celulose é liderado pelas empresas Fibria e Eldorado Brasil, e ambas escolheram inicialmente, os municípios de Três Lagoas e Selvíria, como áreas prioritárias para o plantio de eucalipto. Ligadas anteriormente à atividades da pecuária extensiva, as transformações territoriais atuais propõe novas analises a respeito da questão agrária ali presente decorrente da relação entre a indústria, o latifúndio e o Estado.

 

Palavras-chave

Questão Agrária; Complexo eucalipto-celulose; Cerrado; (Re)criação camponesa; Território Rural do Bolsão/MS

Texto completo:

Visualizar PDF
Facebook

Visualizações do PDF:

114 views


Visualizações do Resumo:

263 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.