Identidade ou Identidades? Que análise se pode fazer da pluralidade cultural de Moçambique?

Óscar Morais Fernando Namuholopa, Andréa Vettorassi

Resumo

No presente trabalho, discutimos a questão da cultura e identidade. Nesse sentido, em um primeiro momento os conceitos de cultura e de identidade foram analisados e, em seguida, consideramos os contornos de sua evolução histórico-temporal e pontuamos as diferentes acepções desses conceitos. É ainda matéria de análise neste trabalho, o papel da cultura na definição da identidade coletiva e como um recurso para preservação dos valores da comunidade, tido como herança coletiva. Mais adiante, partindo da análise anterior, discutimos a questão da multiplicidade cultural de Moçambique ditada pela existência de vários grupos étnicos e que leitura se pode fazer a partir dessa pluralidade cultural na afirmação da identidade e unidade nacional, assim como que mecanismos usar para acomodar essa unidade na diversidade. Como ferramentas metodológicas, utilizamos a análise bibliográfica, numa perspectiva psicanalítica e sociológica, bem como o exame crítico de contextos específicos da história moçambicana.

Palavras-chave

Cultura; Identidade; Moçambique.

Texto completo:

Visualizar PDF

Referências

BOUDON, Raymond et al. Dicionário de Sociologia. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1990.

BOURDIEU, Pierre. Escritos de Educação. 15.ed, Petrópois: Vozes, 2014.

BOURDIEU, Pierre. “Estrutura, habitus e prática”. in A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2009.

CHICHAVA, Sérgio. Por uma leitura sócio‐histórica da etnicidade em Moçambique. Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE). Maputo, p. 1-17, 2008.

ELIAS, Norbert. O Processo Civilizador. Vol. I. 2.ed., Tradução Ruy Jungmann. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994.

______. A sociedade dos indivíduos. Tradução de Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1994.

GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. 4. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1988.

GOHN, Maria da Glória. Teorias dos movimentos sociais: paradigmas clássicos e

contemporâneos. 3ed. São Paulo: Edições Loyola, 2002.

GOLDMAN, Lucien. A criação cultural na sociedade moderna. Tradução de Rolando Roque da Silva. São Pauulo: Dufusão Europeia do Livro, 1972.

GÓMEZ, Miguel B. Educação moçambicana – história de um processo: 1962-1984. Maputo: UEM, 1999.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 1997.

HALL John A. Cultura. In: OUTHWAITE, William; BOTTOMORE. Tom. Dicionário do pensamento social do século XX. Rio de Janeiro: Zahar, 1996.

KEESING, Gorer M; STRATHERN, Andrew. J. Antropologia Cultural: uma perspectiva contemporânea. Petrópolis: Vozes, 2014.

MENEZES, Frederico Lucena de. “Migração: uma perspectiva psicológica, uma leitura pós-moderna ou, simplesmente, uma visão preconceituosa”. In: CUNHA, M. J. C. [et al.] Migração e Identidade: olhares sobre o tema. São Paulo: Centauro 2007.

NAMUHOLOPA, Óscar Morais F. O papel dos ritos de iniciação na comunidade yaawo: caso da cidade de Lichinga-Moçambique. 155f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) -Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.

NEWITT, Malyn. História de Moçambique. Portugal: Publicações Europa-América, 2012.

NGOENHA, Severino Elias. Por uma dimensão moçambicana da consciência histórica. Porto: Edições Salesianas, 1992.

PLUMMER Ken. Identidade. In: OUTHWAITE, William; BOTTOMORE. Tom. Dicionário do pensamento social do século XX. Tradução de Álvaro Cabral e Eduardo Francisco Alves. Rio de Janeiro: Zahar, 1996.

SERRA, Carlos (Dir.) et al. História de Moçambique: vol. 1. Maputo: Livraria Universitária, 2000.

TOURAINE, Alain. Podemos viver juntos? Iguais e diferentes. Petrópolis: Ed.Vozes, 2003.

WEBER, Max. Ensaios de Sociologia. 5.ed. Rio de Janeiro: Edições Brasileiras, 2008.

Acesso em 25. Out. 2016.

Facebook

Visualizações do PDF:

146 views


Visualizações do Resumo:

148 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.