Percepção positiva sobre a política como causa da participação: uma análise a partir do entendimento de estudantes do ensino médio

José Galdino Barreto Soares, Cleber Ori Cuti Martins

Resumo

Este artigo analisa a percepção da política dos/as estudantes de duas escolas de Santa Maria - RS, uma pública e outra privada. Em termos teóricos, levou-se em conta duas abordagens que integram a Teoria Democrática, uma que entende a Democracia como um processo de competição pelo voto entre lideranças políticas, onde decisões menos verticalizadas e mais plurais possuem relação com a percepção positiva da política; e outra, por sua vez, argumenta que a participação mais horizontal, tende gerar maior envolvimento com assuntos relacionados à política. Em termos metodológicos, aplicou-se questionários, configurando uma amostra quantitativa não probalística. Os dados indicam que os estudantes da escola privada e os da pública possuem uma percepção positiva da política e dos governos não revertida em interesses de participação. Com isso, o pressuposto teórico que relaciona a percepção positiva da política com um maior envolvimento e participação não se verificou neste estudo.

 

Palavras-chave

Teoria Democrática; Percepção Política; Participação; Envolvimento; Estudantes Secundaristas

Texto completo:

Visualizar PDF

Referências

ALMOLD, Gabriel A.; POWELL JR, G. Bingham. Uma Teoria de Política Comparada. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1972.

ALMOND, Gabriel A. & VERBA, Sidney. La Cultura Civica. Estudio sobre la Participacion Politica Democratica em Cinco Naciones. Madrid: Fundacion Foessa, 1970.

BOBBIO, Norberto. O futuro da democracia (uma defesa das regras do jogo). Tradução Marco Aurélio Nogueira. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

HIRST, Paul. A democracia representativa e seus limites. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editores, 1993.

KELSEN, Hans. A democracia. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

KINZO, Maria D’Alva Gil. Partidos, eleições e democracia no Brasil pós-1985. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 19, n. 54, Fev. 2004.

PATEMAN, Carole. Participação e Teoria Democrática. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

PRADO, Otávio. Agências reguladoras e transparência: a disponibilização de informações pela Aneel. Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 40, n. 4, Jul./Ago, 2006.

PUTNAM, Robert D. Comunidade e Democracia: a experiência da Itália moderna. Tradução Luiz Alberto Monjardim. 5. ed. - Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

SANTOS, Boaventura de Sousa (org.). Democratizar a democracia – os caminhos da democracia participativa. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. 2002.

SARTORI, Giovanni. A teoria da democracia revisitada. Vol. 1: O debate contemporâneo. São Paulo: Ática, 1994.

SCHUMPETER, Joseph. Capitalismo, Socialismo e Democracia. Rio de Janeiro: Editora Fundo de Cultura, 1961.

SOUZA, Celina. Governos locais e gestão de políticas sociais universais. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 18, n. 02, 2004.

TOCQUEVILLE, Alexis de. A Democracia na América. Brasília: Editora UNB, 1981.

Facebook

Visualizações do PDF:

38 views


Visualizações do Resumo:

120 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.