Mapeando as organizações que promovem a educação cooperativista em Minas Gerais

Palloma Rosa Ferreira, Diego Neves de Sousa

Resumo

Este artigo tem como objetivo trazer para a luz do debate, aspectos relativos à história, definições e funcionamento da educação cooperativista nas cooperativas agrárias no Estado de Minas Gerais e analisar as organizações que atuam oferecendo educação cooperativista. Entre os resultados, postula-se que as organizações mapeadas que compõem o campo da educação cooperativista é múltiplo, diversificado e em crescimento, e a entrada mais recente de algumas organizações certamente agrega maior complexidade a esse campo.

Palavras-chave

Gestão de cooperativas; educação cooperativista; Sistema S.

Texto completo:

Visualizar PDF

Referências

AMODEO, N. B. P. As cooperativas agroindustriais e os desafios da competitividade. 319 f. Dissertação (Doutorado em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade) – CPDA, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1999.

BRASIL. Lei 5764, de 16 de dezembro de 1971. Dispõe sobre a política nacional de cooperativismo. Brasília, 16 de dez.1971.

BOURDIEU, P. Espaço social e espaço simbólico. In: BOURDIEU, P. Razões práticas: sobre a teoria da ação. Tradução de Mariza Corrêa. Campinas: Papirus, 1996, p.1-30.

______. Algumas propriedades do campo. In: BOURDIEU, P. Questões de sociologia. Tradução de Jeni Vaitsman. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983, p.89-94.

CAMPOS, J. R. B. Organizações não-governamentais nas áreas ambiental, indígena e mineral. Disponível em: www.senado.gov.br. Acesso em: 15 abril.2017.p.1-11.

EMPRESA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL (EMATER-MG). Relatório de atividades 1998. Belo Horizonte, 1999, 24p.

FERREIRA, P. R; AMODEO, N. B P; SOUSA, D. N. Os públicos atendidos e os conteúdos da educação cooperativista nas cooperativas agrárias. Revista Gestão e Desenvolvimento Regional, v. 9, n. 1, p. 67-90, 2013.

FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA (FUNDEC). II seminário nacional de comunicação cooperativa. Poços de Caldas, 21 a 24 de novembro de 1979, p.1-129.

MEIRELLES, H.L. Direito administrativo brasileiro. São Paulo: Malheiros; 20. ed. 2000, p.63

MELLO, J. C. A representatividade cooperativista. Centro de Documentação e Pesquisa – CEDOPE. São Leopoldo/RS:UNISINOS, 1992, p.18-23.

ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS BRASILEIRAS (OCB). Organização do Quadro Social em Cooperativas. Brasília: Educação e Capacitação Cooperativista do Sistema OCB, 1989.

ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS DO ESTADO DE MINAS GERAIS (OCEMG). Política de Desenvolvimento da Educação e Comunicação Cooperativa (Proposta). Belo Horizonte: Comissão Técnica Especial de Educação e Comunicação Cooperativista, 1987.

PEREIRA, A. L. D.; MOLLMANN, J. L; GONÇALVES, M. F. R. Democracia e Autonomia Cooperativista. Centro de Documentação e Pesquisa – CEDOPE. São Leopoldo/RS: Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS, 1992, p.24-46.

PINHO, D. B. et al. Educação Cooperativa. In: Congresso Estadual de Cooperativismo de Minas Gerais. Poços de Caldas/MG: OCEMG. 27 a 30 de Outubro de 1976.

RAMOS, R. R. Desenvolvimento de Recursos Humanos: Uma Lacuna do Cooperativismo Mineiro. In: Congresso Estadual de Cooperativismo de Minas Gerais. Poços de Caldas/MG: OCEMG. 27 a 30 de Outubro de 1976.

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM DO COOPERATIVISMO (SESCOOP). Relatório de Gestão do Sescoop de 2006. Brasília, DF: Sescoop, 2006.

RENAULT, G. C, SANTANA, M. C. G. Conheça a EMATER-MG. Belo Horizonte, EMATER-MG, 1996, 21p.

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DE MINAS GERAIS (SEBRAE-MG). Sebrae Educampo: semeando o futuro da empresa rural. Belo Horizonte: Sebrae/MG, 2004. p.05-50.

SUPERINTENDÊNCIA DE COOPERATIVISMO (SUDECOOP). O Papel do Técnico no Trabalho Educativo. Documento escrito pelo Setor de Educação/Coordenadoria de Educação, Treinamento e Comunicação: SUDECOOP. Outubro/1986. 10 p.

Facebook

Visualizações do PDF:

54 views


Visualizações do Resumo:

76 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.