Capitalismo e Democracia na teoria da crise de Streeck

Antônio Dimas Cardoso

Resumo

Um dos principais problemas na tentativa de identificar noçõese discutir conceitos sobredesenvolvimento é a impossibilidade de se alcançar uma interpretação unificada e homogênea sobre processoscomunitários, oportunidades e lógicas totalizantes. De modo geral, nasanálises sobre o capitalismo democrático, associa-se desenvolvimento à ideia de evolução, de progresso, funcionalidade, crescimento econômicoe mudança social; concepções que variam conforme a visão ideológicae o contexto em análise, em geral orientadas pela noção de positividadee nova perspectiva de estruturação da sociedade. Entretanto, na pletorade abordagens e concepções sobre desenvolvimento, as teorias da crisegerminadas da Escola de Frankfurt, nos anos 1960 e 70, voltam a adquirircentralidade na contemporaneidade, sendo responsável por essa assunçãoepistemológica o sociólogo alemão Wolfgang Streeck, com a publicaçãode Tempo Comprado: a crise adiada do capitalismo democrático(2013)

Palavras-chave

capitalismo democrático; Wolfgang Streeck; Escola de Frankfurt

Texto completo:

Visualizar PDF
Facebook

Visualizações do PDF:

141 views


Visualizações do Resumo:

140 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.