Emergência urbana: criação de espaço público e o nascimento do "Parque Minhocão" na cidade de São Paulo / Urban emergency: creation of public space and the birth of the "Minhocão Park" in São Paulo city

João Pedro Campos

Resumo

Neste artigo analisamos a emergência do Parque Minhocão, em São Paulo, a partir das interações e engajamentos que os habitantes da cidade realizam com esse famoso viaduto da capital. Observamos que o espaço não é algo de significado fixo, mas que emerge continuamente e de forma espontânea das ações não planejadas das pessoas que recebem o espaço historicamente constituído e continuam a moldá-lo através das demandas da sociabilidade de suas vidas. Apontamos que no caso do Parque Minhocão a dimensão criativa e lúdica é elemento central para se entender como se dá o processo de democratização de áreas privadas ou restritas da cidade e que são incorporadas pelas pessoas como espaço público, sem necessariamente haver a mediação do Estado. O Minhocão representa no imaginário paulistano um projeto urbanístico de insucesso que degradou a cidade, notamos, porém, que em seu dia a dia as pessoas não olham apenas para as imperfeições desse viaduto, integrando-o às suas vidas e atribuindo-lhe qualidades.

Palavras-chave

espaço urbano; antropologia urbana; arte urbana; Parque Minhocão

Texto completo:

PDF

Visualizações do PDF:

45 views


Visualizações do Resumo:

96 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.