REFORMA OU REVOLUÇÃO?: ANÁLISE EM TORNO DAS PERSPECTIVAS DA SOCIAL-DEMOCRACIA E DO SOCIALISMO REVOLUCIONÁRIO

ROGÉRIO DOS SANTOS ALBUQUERQUE

Resumo

Entre os militantes dos movimentos sociais de esquerda, especificamente, das organizações populares na cidade de Montes Claros/MG, existe uma discussão sobre qual seria a perspectiva ideal na orientação que leva ao socialismo proposto por Karl Marx e Friedrich Engels: se tal deve estar dentro da linha do socialismo revolucionário ou pelo reformismo, neste caso, proposto pela social-democracia. Nesse sentido, faz-se necessário entender teoricamente estes conceitos e seus conseguintes pressupostos para se ter uma visão mais crítica sobre a questão. Sendo assim, fizemos da busca desta compreensão, o objetivo deste trabalho e para isso, a metodologia utilizada construiu-se através da análise dos conceitos encontrados na revisão bibliográfica. Como resultado, concluímos que, as ações de governos dentro da lógica social-democrata, promoveram e promovem notáveis avanços para a classe trabalhadora e que, estas mudanças podem ser consideradas como construtoras de um processo transformador, uma vez que, na visão de mundo social-democrata “para realizar a ‘revolução social’- expressão que, anteriormente a 1917, denotava transformações das relações sociais mas não necessariamente uma insurreição – é suficiente seguir o caminho das reformas” (PRZEWORSKI, 1995). Porém, segundo Adam Przeworski (1985), “as reformas levariam ao socialismo se e somente se fossem (1) irreversíveis, (2) cumulativas em seus efeitos, (3) conducentes a novas reformas e (4) orientadas para o socialismo”, o que levanta outra discussão quanto às medidas adotadas pelos governos sociais-democratas: se dentro destas preconizações ou não.

Palavras-chave

Socialismo; Comunismo; Revolução; Reforma; Social-democracia.

Texto completo:

PDF

Referências

SILVA, Ranulfo Peloso da. A retomada do trabalho de base In: SILVA, Ranulfo Peloso da; SAMPAIO, Plínio de Arruda (Orgs). Trabalho de base. 6ª. ed. São Paulo: Cepis, 2001.

SPINDEL, Arnaldo. O que é comunismo. 10ª ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1984.

SPINDEL, Arnaldo. O que é socialismo. 24ª ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1989.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich.Cartas filosóficas e o manifesto comunista de 1848. São Paulo: Editora Moraes, 1987.

PRZEWORSKI, Adam. Capitalismo e social-democracia. 2ª ed. São Paulo, SP: Companhia das letras, 1995.

Facebook

Visualizações do PDF:

5 views


Visualizações do Resumo:

10 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.